sexta-feira, janeiro 25, 2008

So, change


Mudo de cidade, mudo de estado, de país, de planeta, mas aqui dentro é sempre a mesma coisa. Como é que se muda de alma, porra!?

6 comentários:

Elizabeth Mira disse...

Verdade Lola. Hmm deixa eu postar essa merda para ver se vai, pois quero de perguntar uma coisa.
ELIZA

ELIZA disse...

Bom, parece que foi. Lola eu queria saber se voce tem email. Bom, claro que tu tens. Gostaria de saber se tu poderias me passa-lo. Podes?
Acho que vou ter que perguntar por aqui mesmo. Eu estou à semanas tentando achar o nome de um filme e nao consigo. Já digitei tudo na internet. Talvez até tu tenhas assistido, sabes? Pois nós duas temos o mesmo gosto de filmes. Anyway, Nao é um filme Americano. Eu tenho quase certeza que é British. A estória é sobre esse homem que quer escrever um novo Novel e entao ele vaga pelas ruas de londres (bom, eu acho que é londres) olhando cada mulher ao seu redor para ver se ela serviria para seu novo livro. Resumindo...Ele observa essa mulher ruiva saindo do trabalho e vê que ela deixou cair o celular dela. Ele pega e abrindo a capa do celular, vê que dentro está tambem a chave da casa dela. Ele segue ela até em casa e entra na casa dela sem ela saber e se esconde no armário dela do quarto, e observa ela trocando de roupa, escrevendo no seu diário, depois observa ela na banheira tomando banho. Enfim, ele passa a noite inteira dentro do Armário dela. Depois dela comer chocolate na cama enquanto escreve no seu diário, ela desce as escadas , vai até a cozinha e frita um bife. Ela parte metade de uma torta de chocolate e come o Bife com torta de chocolate, Nutella, Sorvete e biscoitos de chocolate assistindo um filme, metendo tudo de uma vez na boca.. mal conseguindo mastigar.. e dizia para o Televisor dela " Diga que a AMA!!! Diga que a AMA!!! " Depois ela corre para o banheiro do quarto dela e vomita tudo. ** Bom Bulimia a gente já sabe que a ruiva tem.** Hà uma outra cena que ele observa ela fazendo na no espelho da penteadeira dela. Ela se lambuza de batom e beija o espenho, melando tudo, e dizendo coisas sem sentido. Isso tudo ele está vendo de dentro do Armário , QUE NAO ESTÁ TOTALMENTE ABERTO. ENTENDES? A porta está entre-aberta. Uns flashes de cena que aparecem no filme enquanto ela está na banheira é da mãe abusando dela quando ela era uma criança. O diretor fez isso para os telespectadores saberem que as marcas de queimaduras nas pernas dela foram feitas pela própria mae no passado. E ela teve trauma por isso. Bom, Lola, Tu já viu esse filme? Se nao viu, tu podes perguntar se alguem que voce conhece já viu?
É IMPORTANTE PRA MIM. Estou procurando igual uma doida e eu nao acho. Já digitei tudo que tu possas imaginar no google e eu NAO ACHO ESSE FILME. Mas uma coisa eu tenho certeza . Nao é um filme AMERICANO. Quase 100% de chance que seja um filme British.
Beijos
ELiza

Eliza disse...

Lola, muito rude de minha parte fazer uma pergunta do meu interesse no comentário de seu blog. mas eu nao tenho teu E-mail. Me desculpa por isso. Eu li essa primeira página do teu blog e pensei " Putz Grila, como eu pareço com ela ou ELA parece comigo" Nao sei quem é mais velha. Nao adianta Lola, Nao adianta mudar de trabalho, de casa, de país, de cidade... tu vais sempre levar os problemas contigo. É um beco sem saída. Mudar a alma? boa pergunta. Acho que nao tem como. Nao aqui, nao nesse pais em que vivemos. Talvez se fossemos para India ou melhor, para o Butao, talvez nós mudariamos no interior. Mas isso é somente uma conjectura. Será que mudariamos mesmos? Poxa, eu tambem tenho essa enorme vontate de mandar todo mundo ir a merda. Vivo me magoando, me chateando, e MEU DEUS.. eu sou generosa pra caramba. E as pessoas sao tao invejosas, más, prontas a atacar, prontas para julgar e julgar e julgar. Julgar é fácil, nao? Já estou cansada dessa merda de vida, quero tambem viver em outro planeta... bom, na verdade Lola, eu nem quero mais viver. Foda-se a VIDA. Só tenho desgosto e mágoas com ela. Prefiro morrer.
Eu deletei meu Blog chamado Black Shadow. É MÓLE? Foi preciso. Ali era um lugar onde eu escrevia o que pensava. Nao deu outra para eu me foder legal. POis outras pessoas liam o que eu escrevia. Nem ali eu tinha privacidade. Caíram em cima de mim pelo o que eu escrevi. Sabe porque? Tu sabes Lola. Tu tens massa cefálica ao contrário da maioria das pessoas. Porque ninguém está preparado para ouvir a verdade NUA E CRUA. Me danei. Tive problemas.. e deletei meu blog.
Anyway,
Que dias melhores viram para nós duas querida.
Um beijao grande,
Gosto muito do seu blog e de ti,
um abraço bem apertado,
Eliza

Lola disse...

A letter to Eliza
Cara,Eliza
Não tenho idéia de qual filme vc está falando, mas vou perguntar para uns amigos entendidos e te respondo, se eu descobrir qual é.
Em relação às pessoas, bem, somos seres humanos e por isso cagamos, mas morrer não é mesmo a melhor solução. Viver e da melhor forma que conseguir é o jeito ideal de dar o troco a quem se acha no direito de magoaras pessoas!
Bjo

Obs: Ah, tenho 29 anos. Vc se parece comigo, ou eu me pareço com vc?

Elizabeth Mira disse...

Obrigada por responder Lola,
Fiquei checando no seu site toda hora para ver se tinha algo postado. Eu agradeceria muito se tu perguntasse para seus amigos se eles conhecem esse filme Lola. Não esquece,tá? Por favor! Preciso muito saber.
rsrsrsr 29 também querida? Entao voce NAO é parecida comigo e nem eu SOU parecida contigo. NÓS SOMOS PARECIDAS. ha ha Até na idade somos iguais. rsrsrs

Hmm sei lá lola.. as vezes fico tao cheia de tudo, que nem sequer dar troco nas pessoas que me magoam eu consigo. Me dá vontade mesmo de desaparecer para sempre. Bom, uma coisa é certa: Vai acontecer um dia MESMO! Isso é um fato. E isso me conforta. Nada é para sempre. Anyway, here I am in this shitty life.
PS: Eu adoro muito teu blog. Sempre estou checando. Apropósito: Tu poderias me dar teu endereço de e-mail?
Um Beijo e um Queijo,
Eliza

Shirley Suely disse...

A gente muda de alma amando, mas aí a gente descobre que as alma é tudo igual e quer mudar de novo e de novo e de novo, então naõ dá pra mudar, tem de aprender a gostar da nossa alma do jeito que ela é mesmo...